Banestes anuncia disponibilização de R$ 250 milhões para crédito emergencial

O Banco anunciou ainda a extensão do reparcelamento para até 180 dias e oferece opções de crédito emergencial e microcrédito para clientes afetados economicamente pela pandemia do novo coronavírus

0
19
Foto: Divulgação/ Assessoria Banestes

O Banestes tem adotado medidas emergenciais para amenizar os efeitos econômicos negativos causados pela pandemia do novo coronavírus. Em recente declaração, o diretor-presidente do Banco, José Amarildo Casagrande, anunciou que irá destinar R$ 250 milhões em recursos para contratações da linha de crédito emergencial.

O Banco anunciou ainda a extensão do reparcelamento para até 180 dias e oferece opções de crédito emergencial e microcrédito para clientes afetados economicamente pela pandemia. A linha de crédito foi elaborada em conjunto com o Bandes e é voltada para empresas de todos os portes e também o setor industrial, afetados economicamente pelo novo coronavírus.

Os recursos atendem a negócios em setores impactados de imediato com o isolamento e menor circulação de pessoas, principalmente nos setores de comércio e de serviços. Outros segmentos poderão ser incluídos com o desenrolar do cenário de crise.
Com taxas a partir de CDI + 0,32% ao mês, o valor do financiamento varia conforme a capacidade de contratação da empresa. O prazo máximo de parcela é de 48 meses, com carência de até 6 meses.

Outra novidade anunciada pelo Banestes foi a inclusão de produtos do Crédito Rotativo dentre as opções aceitáveis para a proposta de reparcelamento. Ou seja, clientes que encontrarem problemas em decorrência da pandemia do Covid-19 para a manutenção de suas obrigações de contratos de Cheque Especial e Conta Garantida poderão entrar em contato com a equipe do Banco para realizarem uma proposta de reparcelamento.

Os clientes poderão solicitar o reparcelamento em até 180 dias para os produtos: crédito pessoal (exceto consignado), crédito imobiliário, financiamento de veículos, capital de giro, crédito investimento, microcrédito e financiamento de bens.

PUBLICIDADE