Avança a construção da Variante do Mestre Álvaro na BR-101

A reportagem da FOLHA DO LITORAL visitou as obras, que estão em fase avançada, no trevo de subida da ponte do Bagaço

0
88
A variante é a única alternativa rodoviária para o escoamento de cargas com origem ou destino para as regiões Sul, Nordeste e Norte do Estado

Obra atrasada, como sempre, no Brasil, a variante do Mestre Álvaro na BR-101, conhecida como contorno rodoviário de Serra, já deveria ter 10 km concluídos até o final do ano passado, pelo projeto original. Mas a obra, de 18,9 km, só foi iniciada em 30 de abril de 2019, com previsão de conclusão em 30 meses (outubro de 2021), orçada em R$ 288.999.999,42, pouco mais que o arrecadado com pedágio pela Concessionária ECO101 em um ano.

Pelo cronograma inicial do Dnit, a obra deveria ter sido iniciada em 2017. Na semana passada, a reportagem da FOLHA DO LITORAL visitou as obras, que estão em fase avançada, no trevo de subida da ponte do Bagaço, ao lado da empresa PBA Stones. O objetivo é retirar o tráfego pesado e de longa distância da BR-101 no trecho urbano do município de Serra.

A variante é a única alternativa rodoviária para o escoamento de cargas com origem ou destino para as regiões Sul, Nordeste e Norte do Estado. Haverá a redução de 14,3 km no trajeto entre Serra e Cariacica. Serão 18,9 km em pista dupla com duas faixas de rolamento (7,20 m de largura), acostamento interno e externo, canteiro central (3,0 m de largura), 14 viadutos (todas as interseções e retornos em dois níveis) e 40 passagens de fauna.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui