Assembleia Legislativa lança campanha contra a fome na pandemia

Alimentos não perecíveis e itens de higiene podem ser entregues no ponto de coleta, uma tenda organizada em frente ao prédio legislativo, na Enseada do Suá

0
34
Tenda para arrecadação de alimentos não perecíveis e produtos de higiene está montada em frente ao prédio do Legislativo, na Enseada do Suá

Durante a sessão virtual ordinária desta quarta-feira 07, o presidente Erick Musso lançou a campanha “A Fome Não Espera!”, iniciativa do Legislativo estadual para arrecadar donativos às famílias em situação de vulnerabilidade, especialmente por causa da pandemia. Alimentos não perecíveis e itens de higiene podem ser entregues no ponto de coleta, uma tenda organizada em frente ao prédio legislativo, na Enseada do Suá. A campanha vai até o dia 16 de abril, com a participação de voluntários, de 8h às 17h.

Musso pediu que todo o material de marketing seja divulgado com a ajuda dos demais colegas. Revelou que, de início, já assegurou em conversa com empresários a doação de 200 a 300 cestas básicas. Citando matérias jornalísticas, Musso reforçou que mais de 116 milhões de brasileiros passam fome. “E aqui no Espírito Santo não é diferente. Vamos resolver o problema do Brasil? Não. Mas acho que a Assembleia, a partir de hoje, passa a dar exemplo”, pontuou. “Dos efeitos colaterais (da pandemia), esse é o mais grave, porque alimento é o básico”, concluiu. A iniciativa ganhou a adesão dos deputados na sessão plenária.

Campanha
A orientação é que quem puder e quiser doar vá até o local usando máscara de proteção e atento aos cuidados de manter o distanciamento social. A Polícia Militar vai dar apoio operacional à campanha, uma iniciativa de deputados e servidores da Casa em pareceria com a Federação das Fundações e Associações do Espírito Santo (Fundaes). Também conhecida como Federação do Terceiro Setor Capixaba, a Fundaes vai receber as arrecadações e repassar a instituições capixabas.

As seguintes entidades estão listadas, até o momento, para receber doações: Instituto Abequar (Linhares); Instituto João XXIII (Vitória); Fundação Carmem Lúcia (Vila Velha); Associação Recreativa e Cultural Mocidade Unida da Glória – MUG (Vila Velha); Serviço de Engajamento Comunitário – Secri (Vitória); Associação dos Amigos dos Autistas – Amaes (Vitória); Rochativa (Cachoeiro de Itapemirim); Fundação Beneficente Praia do Canto (Vitória); Ateliê das Ideias (Vitória); e Associação Amigos da Justiça (Aracruz, Ibiraçu, João Neiva e Serra).

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui