Aracruz registrou mais de 290 casos de dengue neste ano

Especialistas alertam que o Aedes aegypti tem uma capacidade de proliferação muito grande. Por isso, é importante que toda a população contribua eliminando os criadouros

0
42
O mosquito Aedes aegypti é o responsável por transmitir doenças como a dengue. Foto: Divulgação

Neste ano, Aracruz registrou 305 casos confirmados de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. São, de acordo com dados da secretaria municipal de Saúde, 299 diagnósticos de dengue, cinco de chikungunya e um de zika. Os números são referentes ao período entre 1° de janeiro e 26 de agosto.

Respectivamente com 45, 32 e 27 registros, Barra do Riacho, o bairro Bela Vista e o distrito de Guaraná lideram o ranking de localidades com o maior número de casos de dengue. Em relação aos casos de chikungunya, os registros ocorreram nos bairros Bela Vista (1), Nova Esperança (2) e Santa Luzia (2). Já o registro de zika ocorreu em Barra do Riacho.

Segundo o 33° Boletim Epidemiológico da Dengue, divulgado no último dia 20 pela secretaria de Estado da Saúde, Aracruz está com incidência baixa, o que não pode ser motivo de descuido, uma vez que o Aedes usa água parada para se multiplicar. Especialistas alertam que o vetor tem uma capacidade de proliferação muito grande. E qualquer recipiente com água, por menor que ele seja, pode ser suficiente. Por isso, é importante que toda a população contribua eliminando os criadouros.

Ainda de acordo com a secretaria municipal de Saúde, os agentes de endemias, mesmo diante da pandemia do novo coronavírus, seguem realizando vistoria nos terrenos baldios e nos quintais das residências, orientando moradores quanto aos cuidados que devem ser tomados como prevenção.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui