Aracruz permanece como o sexto município no ranking do ICMS 2022

O IPM que o governo estadual repassará para a prefeitura diminuiu de 5,237% para 5,024, de 2021 para 2022

0
42
Centro de Aracruz. Foto: Rogério Sarmenghi

Mantendo a posição no ranking do Índice de Participação dos Municípios (IPM) Definitivo para 2022, na arrecadação do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Aracruz experimentou nova queda em sua arrecadação pela quarta vez, desde 2018, quando passou da sétima para a sexta posição do ranking. O IPM que o governo estadual repassará para a prefeitura diminuiu de 5,237% para 5,024, de 2021 para 2022. Em 2019 o IPM era de 3,288%; em 2020, de 3,348%; em 2021, de 5,237%; e para 2022, de 4,024%.

Aracruz permanece atrás de Vitória, Serra, Cariacica, Vila Velha e Linhares, e à frente de municípios de maior população: Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e Guarapari. Os quatro menores índices são os de Piúma (0,140%), Jerônimo Monteiro (0,170%), Apiacá e Divino de São Lourenço, ambos com 0,180%,

Na região Polinorte, João Neiva teve o IPM reduzido de 0,435% para 0,388%, enquanto Ibiraçu também caiu de 0,284% para 0,268%, e Fundão teve nova queda, de 0,341% para 0,309%. Nesta divisão provisória, o município de Vitória segue com o maior repasse: 14,689%. Na sequência aparecem Serra (14.052%), Cariacica (7,524%%), Vila Velha (5,386%) e Linhares (5,357%).

De acordo com o gerente de Arrecadação e Cadastro da secretaria da Fazenda, Leandro Kuster, o IPM dos municípios é composto por uma série de fatores: “Leva-se em conta o Valor Adicionado Fiscal (VAF) que as empresas geraram em cada localidade, participando com 75% do cálculo. Também é levado em conta a quantidade de propriedades rurais em cada cidade, a comercialização de produtos agrícolas realizados por produtores rurais dos municípios e a área geográfica da cidade”.

Não podem ser incluídas informações das Notas Fiscais Eletrônicas emitidas por produtores rurais ou Notas Fiscais eletrônicas de empresas adquirentes de produtos agrícolas que possuam Regime Especial (REOA) para aquisição de tais produtos, como algumas cooperativas de leite em relação ao produto adquirido.

Os seis maiores IPMs (%)
Vitória: 14,689
Serra: 14,052
Cariacica: 7,524
Vila Velha: 5,386
Linhares: 5,357
Aracruz: 5,024

Região Polinorte
João Neiva: 0,388
Fundão: 0,309
Ibiraçu: 0,268

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui