Aracruz alerta para cuidados redobrados com a dengue

Nunca é demais lembrar que água parada é ambiente de proliferação do ‘mosquito da dengue’

0
8
Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e da chikungunya. Foto Ilustrativa: Divulgação

Com 39 casos de dengue notificados e outros dois confirmados em Aracruz nos últimos 35 dias, a Vigilância em Saúde intensificou o combate ao mosquito Aedes aegypti, que também é o transmissor da zika e da chikungunya. O alerta é para que os moradores redobrem os cuidados. Neste sentido, nunca é demais lembrar que água parada é ambiente de proliferação do ‘mosquito da dengue’. E é melhor prevenir do que remediar para impedir sua reprodução.

De acordo com a secretaria municipal de Saúde, o serviço dos agentes de endemias está intensificado desde o último dia 26 de abril, sobretudo no distrito de Jacupemba, local de origem dos dois casos de dengue recém-confirmados. Os profissionais das Unidades Básicas de Saúde também estão recebendo orientações de atuação.

Os sintomas da dengue começam repentinamente e podem durar entre cinco a sete dias. Em crianças, é importante ficar mais atento, já que os sintomas podem ser confundidos com outras doenças, como sarampo, gripe e rubéola.

“Precisamos que a comunidade aracruzense contribua nessa força-tarefa para que eliminemos os focos e possíveis focos existentes nas residências e outros. O clima é um dos fatores que proporciona o aumento de novos casos e é preciso que a atenção seja redobrada quanto à limpeza frequente dos imóveis”, ressalta Valquíria Duarte, gerente de Vigilância em Saúde.

COMO PREVENIR

Limpe os pratos colocados sob os vasos das plantas, pelo menos, uma vez por semana ou basta enchê-los com areia;
Organize garrafas e vasilhas de boca para baixo, bem como mantenha tanques, barris, cacimbas, poços e tudo mais que possa acumular água, tampados;
Mantenha as caixas d’água fechadas e faça sua limpeza periódica;
Limpe a casa com uma solução de hipoclorito de sódio (água sanitária) diluída em água (na proporção de uma colher de sopa para cada litro) e despeje-a nos ralos, para eliminar as larvas do mosquito;
Use repelente para afastar o mosquito e evitar picadas.
Caso tenha piscina, trate a água com cloro e limpe-a uma vez por semana;
Lave com escova os recipientes de comida e de água dos animais de estimação no mínimo uma vez por semana;
Mantenha lixeiras tampadas;
Mantenha ralos fechados e desentupidos;
Retire a água eventualmente acumulada em lajes.

PUBLICIDADE