Agricultores familiares de Aracruz criam cooperativa para atender merenda escolar

A conquista é fruto de um extenso trabalho do Programa de Desenvolvimento Rural Territorial (PDRT)

0
38
Reunião de chamamento público do PNAE. Foto: Divulgação

A recém-criada Cooperativa de Agricultores Familiares de Aracruz (CAF Aracruz) comemora uma importante conquista: o acesso ao mercado do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), uma ação vinculada ao Governo Federal que fornece alimentos para a merenda dos alunos da rede pública de educação. O grupo já fornece alimentos para a merenda escolar, por meio de associações de produtores, mas agora passa a atender a demanda no formato de cooperativa, fortalecendo a agricultura familiar.

O grupo de 32 produtores já atuava no PNAE desde 2015, por meio de associações, mas agora passa a atender a demanda no formato de cooperativa, o que contribui para fortalecer a atividade. O anúncio foi feito no dia 24 de janeiro e, com a novidade, a expectativa é dobrar o faturamento e impulsionar o crescimento das agroindústrias rurais de origem familiar.

A conquista é fruto de um extenso trabalho do Programa de Desenvolvimento Rural Territorial (PDRT), uma iniciativa da Suzano que contempla diversas ações, dentre elas o fortalecimento da agricultura familiar. O PDRT é realizado em parceria com o Cedagro – Centro de Desenvolvimento do Agronegócio e inclui assistência técnica e orientação sobre comercialização dos produtos, permitindo que os produtores consigam acessar o mercado institucional.

De acordo com a presidente da CAF Aracruz, Taciana Sperandio Barone, a história começou há 10 anos quando a primeira associação conquistou o acesso ao PNAE. “O início foi em 2010, quando a Associação de Produtores Rurais de Mata Limpa (Asprumata) passou a fornecer alimentos para a merenda escolar. Cinco anos depois, nos unimos em um primeiro e importante passo para nos transformarmos em cooperativa, compartilhando custos de logística e gestão dos processos de entrega dos produtos”, conta.

Inicialmente, a CAF Aracruz vai fornecer produtos hortifrutti in natura ao PNAE. A partir do segundo semestre deste ano, a ideia é chegar a oito comunidades rurais apoiadas pelo PDRT com o fornecimento de alimentos processados, como pães, bolos e biscoitos.

PUBLICIDADE