A importância da nossa Data Magna

0
40
O deputado Torino Marques, autor da matéria que motivou a criação da Lei 11.010, conhecida como “Data Magna” do Espírito Santo. Foto: Divulgação

Autor da matéria que motivou a criação da Lei 11.010, conhecida como “Data Magna” do Espírito Santo, o deputado Torino Marques sugere uma reflexão sobre a sua importância, em 20 de abril, primeiro ano de vigência da Lei, criada em 2019. Estava instituído, assim, o feriado a ser cumprido em todo o território estadual. Ficou estabelecido que ele recairá sempre na segunda feira, oitavo dia posterior ao domingo de Páscoa. Torino lembra que “a partir de agora, e em definitivo, o nosso Estado tem a sua própria data máxima, tendo sido um dos últimos estados brasileiros a adotá-la”.

“Fui o responsável pela tramitação e aprovação da Lei no Plenário da Assembleia, sabendo que a história do Legislativo registra, ao longo dos anos, inúmeras outras tentativas neste sentido, sem sucesso. Retomei a iniciativa tendo em vista uma velha demanda dos organizadores da Festa da Penha – terceira maior festa religiosa do Brasil. As duas primeiras são a de Aparecida e o Círio de Nazaré”, disse Torino.

O deputado, que também é presidente da Comissão de Cultura e Comunicação Social da Assembleia e vice-presidente da Comissão de Turismo e Desportos, realizou encontros com organizadores do evento. “Foi aí que percebemos a importância do projeto para o Estado. 2020 é o primeiro ano de vigência da Lei. Mas, infelizmente a festa teve que ser repaginada por conta da pandemia do coronavírus”, justifica.

O deputado lembra que “setores essenciais sempre vão funcionar, a exemplo do que fazem no Natal, Ano Novo, Dia da Independência – dentre outros, mas a indústria não precisa parar. A maior expectativa é para o turismo. Grupos de fiéis de todo o Espírito Santo e o país vão se organizar para vir participar da programação e, com isto, movimentar a vasta cadeia de negócios que compõe o trade turístico”, finalizou.

PUBLICIDADE