A distribuição da vacina contra a covid-19 em Aracruz e Região

Os municípios de Aracruz, Fundão, Ibiraçu e João Neiva receberam, juntos, 3.623 doses da vacina Coronavac

0
89
A técnica de enfermagem Albertina de Barros, de 63 anos, foi a primeira vacinada contra a covid-19 em Ibiraçu. Foto: Divulgação/PMI

Para iniciar a vacinação contra a covid-19, os municípios de Aracruz, Fundão, Ibiraçu e João Neiva receberam, juntos, 3.623 doses da vacina Coronavac, imunizante desenvolvido pela chinesa Sinovac em parceria com o instituto paulista Butantan. A mesma quantidade segue armazenada na secretaria de Estado da Saúde para a segunda dose.

Por ter população indígena aldeada e idosos que vivem em instituição de longa permanência, Aracruz recebeu a maior parte das vacinas distribuídas entre os municípios da região. Foram 3.422 doses, sendo 2.793 para imunizar os indígenas das 12 aldeias locais, 58 para serem aplicadas nos idosos institucionalizados e 571 para imunizar o equivalente a 24% dos 2.380 profissionais da saúde que atuam na cidade.

Em ato simbólico na aldeia Piraquê-açu na terça-feira 19, a indígena Marilza da Silva, de 72 anos, foi a primeira moradora vacinada contra a covid-19 em Aracruz. Outros nove indígenas foram imunizados na ocasião. Foto: Humberto De Marchi/SECOM PMA

Fundão, Ibiraçu e João Neiva, que não têm indígenas aldeados e idosos institucionalizados, receberam, respectivamente, 61; 57 e 83 doses da Coronavac. De acordo com dados da secretaria de Estado da Saúde, os números são suficientes para vacinar 24% dos trabalhadores da saúde. Fundão conta com 253 profissionais de saúde, Ibiraçu com 237 e João Neiva com 347.

A distribuição da vacina contra a covid-19 em Aracruz e Região
As técnicas de enfermagem Ângela Maria De Pietre Bertolini e Ângela Maria Zaniboni foram as primeiras vacinadas contra a covid-19 em Fundão e João Neiva, respectivamente. Fotos: Divulgação/PMF e PMJN

Com relação aos trabalhadores da saúde, os 78 municípios do Estado definiram que neste primeiro momento serão imunizados os vacinadores e aqueles que atuam na linha de frente no combate à covid-19, como profissionais de UTIs e das salas vermelhas dos pronto-atendimentos.

O Estado segue o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a covid-19, com os grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde. A imunização ocorrerá em duas doses, com intervalo de quatro semanas. A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Danielle Grillo, salientou que “o objetivo é poder imunizar ainda durante a primeira fase toda a população capixaba que pertença ao público-alvo da campanha. Serão atendidos nesta primeira etapa da fase 1 parte dos trabalhadores da saúde, mas com meta de imunização dos mais de 111 mil profissionais do Estado, a depender da disponibilidade dos insumos”.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui