Tráfego pago na BR-101 continua o mesmo desde 2014

Em quase nove anos, 220 milhões de veículos pagaram a tarifa

0
3
Foto: Divulgação

O tráfego pago nas sete praças de pedágio da rodovia BR-101 no Espírito Santo continua com dados ‘estranhos’ divulgados pela Concessionária Eco101, como se o número de veículos pagantes continuasse o mesmo em quase nove anos (2014 a 2022). No balanço do tráfego pago de maio de 2014 a dezembro de 2022 (8 anos e 7 meses), o site da Eco101 informa que pagaram a tarifa, no período de 3.148 dias, 219.866.068 veículos, correspondente a 69.843 por dia, ou 2.910 por hora ou 49 por minuto em todo o Estado.

No período, somente 12,2% dos 478,7 quilômetros foram duplicados. Único órgão de imprensa a publicar os dados de veículos que pagam pedágio nas sete praças da rodovia BR-101, com base nos relatórios divulgados no site da Concessionária Eco101, a FOLHA DO LITORAL constata que neste longo período a média de tráfego pago permanece em apenas 48 veículos por minuto, somando todas as sete praças de cobrança. Que disparidade é esta, Eco101? Por que o número de veículos nunca cresce?

A Eco101 Concessionária de Rodovias S.A. assumiu a concessão para a administração dos 478,7 km de extensão da BR-101 em maio de 2013, que incluem os serviços de recuperação, manutenção, monitoramento, conservação, operação, ampliação, melhorias e exploração do trecho pelo prazo de 25 anos (terminaria em 9 de maio de 2038, quando toda a rodovia deveria estar duplicada), mas desistiu da concessão. O pedágio começou a ser cobrado em 18 de maio de 2014, e mesmo com a desistência da empresa, continua sendo pago.

Trecho com alto índice de acidentes com mortes, o trajeto entre Linhares e Itapemirim continua sem duplicação. Passados todos esses anos, somente 1,8 km de pista foi duplicado em Anchieta, 2,2 km em João Neiva, 4,5 km em Ibiraçu, 7,8 km em Iconha (contorno) e 42 km de Viana a Guarapari. Neste período, a Eco101 duplicou somente 58,3 (12,2%) dos 478,7 quilômetros entre o trevo de acesso a Mucuri, no Sul da Bahia, e a divisa do Espírito Santo com o Rio de Janeiro.

TRÁFEGO PAGO: MAIO DE 2014 A SETEMBRO DE 2022 (8 anos e 7 meses)
3.148 dias de cobrança (18/05/2014 a 31/12/2022)
2014 (18/05 a 31/12 – 227 dias): 16.684.170 – 7.350/dia
2015 (365 dias): 25.960.951 veículos – 71.126/dia
2016 (366 dias): 24.301.869 veículos – 66.399/dia
2017 (365 dias): 24.527.340 veículos – 67.198/dia
2018 (365 dias): 25.101.761 veículos – 68.772/dia
2019 (365 dias): 25.891.744 veículos – 70.936/dia
2020 (365 dias): 25.153.169 veículos – 68.913/dia
2021 (365 dias): 23.621.253 veículos – 64.716/dia
2022 (365 dias): 28.623.811 veículos – 78.421/dia

Total em 3.148 dias: 219.866.068 veículos
69.843 veículos por dia
2.910 veículos por hora
49 veículos por minuto

PUBLICIDADE