Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
27/09/2019 às 09:00
Fórum Jovens Líderes: um canal livre e democrático de debate de ideias

Pelo segundo ano consecutivo, o Instituto Jovens Líderes organizou em Aracruz um canal livre e democrático de debate de ideias entre especialistas, lideranças políticas e empresariais, dirigentes institucionais e a população civil. É o “Fórum Liberdade, Atitude e Empreendedorismo”, que teve nova edição no último dia 17, lotando o auditório/teatro do Centro Integrado Sesi/Senai/IEL Sergio Rogerio de Castro. Com dois painéis, o evento trouxe à tona questões atuais dentro da temática proposta, todas voltadas para sugerir alternativas viáveis a equacionar os desafios brasileiros na política e na economia.

 

No painel sobre liberdade e atitude, Tayana Dantas falou do projeto Vila Nova, que ela fundou em Vila Velha com o propósito de identificar os principais problemas da cidade e propor soluções para eles. Em seguida, Gabriel Tebaldi, professor graduado em História e Filosofia e pós-graduado em Sociologia, apresentou, de forma bem didática, 10 caminhos para fazer e pensar o Brasil de crescimento econômico. Já Luan Sperandio, graduando em Direito pela Ufes e editor do Instituto Mercado Popular, abordou a filosofia da liberdade em sua palestra.

 

No painel sobre empreendedorismo, Rogério Salume, fundador e chairman da Wine, contou como o maior e-commerce de vinho da América Latina diversificou sua atuação, criando diversos serviços voltados a nichos. Já Taiguara Moura, sócio-proprietário da Green Station, falou do pioneirismo ao introduzir o conceito de salada por quilo no Brasil e como transformou seu negócio na maior rede de fast salad do país. Nascidos no Espírito Santo, os dois casos de sucesso empresarial apresentados inspiraram os presentes a empreender ou a melhorar a gestão de suas empresas.

 

A segunda edição do fórum teve ímpar contribuição na formação de empreendedores e líderes comprometidos com o contínuo desenvolvimento do Estado e do país a partir de uma proposta desvinculada do sistema de formação tradicional e baseada nos princípios liberais, o que é o objetivo do Instituto Jovens Líderes, criado em janeiro de 2018 por iniciativa da Associação Movimento Empresarial Aracruz e Região (Amear). Inclusive, começam na próxima segunda-feira 30 e seguem até 28 de outubro, as inscrições para o processo seletivo da turma de 2020. Informações: (27) 3256-9989.

 

OPINIÕES

“O Instituto Jovens Líderes visa a formação de novos empreendedores, com ênfase na liberdade econômica e política no Brasil. O Fórum, em específico, trouxe debates de alto nível sobre os assuntos que são os vetores para o desenvolvimento do país. O incentivo à produção, e não ao consumo, é a forma mais certa para o desenvolvimento econômico sustentável. Para tanto, o Brasil precisa alterar as suas legislações tributárias que afastam, limitam e dificultam a vida do empreendedor e do próprio cidadão comum. O governo precisa aprimorar as políticas públicas para fomentar o desenvolvimento e o crescimento do país. Esperamos que, em breve, o cenário econômico do Brasil seja mais favorável e que todos possam colher os frutos da liberdade econômica, social e política“.

Marcus Modenesi Vicente, advogado

 

“A Regional Centro-Norte da Findes parabeniza a Amear pela brilhante iniciativa de criação e fomento do grupo Jovens Líderes, que realizou no último dia 17/9, no auditório/teatro da nossa instituição, um excelente seminário, o qual tratou de tema, ao nosso ver, de fundamental importância para o desenvolvimento do Brasil. Trata-se dos ensinamentos da doutrina liberal, a qual, em sua essência, prega menos Estado e mais cidadão, tendo o tema sido apresentado com maestria por brilhantes palestrantes e empresários. O movimento Jovens Líderes tem papel super importante na formação empreendedora dos talentos de nosso município e região, os quais representam o nosso futuro. Parabéns a Amear e aos Jovens Líderes”.

Luís Soares Cordeiro, vice-presidente da Findes na Regional Centro-Norte

 

“Parabenizo os Jovens Líderes por mais um evento de alto nível realizado em nossa cidade. Foi um Fórum mais motivacional, que proporcionou ao empresariado uma perspectiva sobre o atual cenário econômico, oferecendo várias dicas de cases de sucesso que podemos compilar e usar em nosso negócio. Que venham os próximos eventos”.

Jerri Minchio, empresário

 

“Eventos como o 2º Fórum Liberdade, Atitude e Empreendedorismo são uma oportunidade de encontrar, reunidos, os pensamentos que levaram grandes nações ao progresso, e que timidamente vem ganhando espaço no Brasil. A certeza é de que saímos do evento mais renovados, oxigenados, vivos. Porque pudemos acompanhar a realidade que por tantos anos foi oculta ao Brasil e sonegada ao seu povo”.

Gabriel Tebaldi, professor; historiador; filósofo e sociólogo

 

"Eventos como o realizado pelo Instituto Jovens Líderes ajudam a inspirar indivíduos a se formarem melhor em valores e princípios em busca de uma sociedade mais livre, justa e próspera. Foi a mensagem que transmiti em minha fala, pois há alguns anos tive a oportunidade de participar de eventos similares de outras organizações que me motivaram a estudar a sério as raízes políticas que resultaram em instituições ruins e que em boa parte explicam o subdesenvolvimento brasileiro. Precisamos alterar esse quadro e tornar a cultura mais amigável ao empreendedorismo e a liberdade é um passo essencial".

Luan Sperandio, acadêmico de Direito; especializando em Liderança e Desenvolvimento Humano

 

“Pouco mais de 200 milhões de brasileiros, e ainda nos fazem acreditar que este ser celestial chamado Estado saberá o que cada um de nós quer e almeja; ele, mais do que ninguém, enxerga 200 milhões de abstrações, e é claro, irá resolver todas como uma mãe dedicada que é. E é justamente por atitudes como estas, que surge o Instituto Jovens Líderes bem como outros institutos pelo Brasil, pautados pela liberdade e emergidos pela deficiência de lideranças que deveriam estar bem instruídas no campo econômico e político, pois serão responsáveis pelas decisões adotadas. Isto é, deverão cumprir com suas responsabilidades individuais. Quando falamos em valores liberais, há de se estar ciente que estamos em defesa, única e exclusiva da liberdade, seja ela no setor econômico ou social. Liberdade é ter o indivíduo como soberano, livre para escolher quais serviços lhe atende melhor e com quais instituições deve ou não se associar. É ter o direito de defesa de sua propriedade, assim como defender-se de possíveis tiranias. Atribuindo essas responsabilidades a terceiros, não nos damos conta de que estamos abrindo mão da nossa individualidade para sucumbirmos ao coletivismo. E claro, não enxerguemos individualidade como egoísmo, nem tão pouco coletivismo com comunidade”.

Nayanne Santi Passos Tintori, advogada; presidente do Instituto Jovens Líderes

Veja mais sobre Cidades [+ notícias]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!