Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
23/08/2019 às 08:48
Vacinação contra o sarampo em Aracruz e Região

A recente confirmação de um caso de sarampo no Estado, em uma jovem de 19 anos, de Cariacica, aumentou a preocupação dos moradores em relação à doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa. A única prevenção é a vacina tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola. Para ser considerado protegido, é preciso tomar duas doses na vida, com intervalo mínimo de um mês. Segundo o Ministério da Saúde, crianças, adolescentes e adultos até 29 anos de idade que ainda não foram vacinados devem receber duas doses. Aqueles que têm de 30 a 49 anos de idade, dose única.

 

Em Aracruz, onde já houve o Dia D de vacinação contra o sarampo este ano, foi adotada uma escala especial a fim de evitar perdas da vacina e organizar melhor a distribuição nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Às segundas-feiras, entre 8h e 18h, a vacinação ocorre na UBS do Vila Rica e de Barra do Sahy; às terças, das 8h às 18h, na UBS do Bela Vista e Santa Cruz e, das 7h às 16h, na UBS de Santa Rosa; às quartas, de 8h às 18h, na UBS do Morobá, Barra do Riacho e Coqueiral; às quintas, também entre 8h e 18h, na UBS do Fátima (Caic), Guaxindiba, Guaraná e Vila do Riacho. Já às sextas-feiras é possível se vacinar, entre 7h e 16h, na UBS do Jequitibá, Jacupemba e Mambrini.

 

Em Ibiraçu a vacinação está priorizando viajantes. Fundão promove amanhã 24, o Dia D de vacinação, entre 8h e 15h, em todas as UBS do município. Já em João Neiva, o Dia D será no próximo dia 31, das 7h às 13h, na sala de vacina da unidade de saúde central (ao lado do Hospital Sagrado Coração de Maria). O local, entretanto, irá funcionar em horário especial – das 8h às 20h – entre os dias 26 e 30 de agosto e 02 e 06 de setembro. Também entre os dias 26 e 30 de agosto, agentes da Estratégia Saúde da Família (ESF) percorrerão os bairros do município para realizar uma busca ativa, com o objetivo de intensificar a avaliação da cobertura vacinal do sarampo.

 

Considerada uma doença erradicada desde 2016, o sarampo voltou ao Brasil. Só em São Paulo, há mais de 500 casos confirmados em 2019. Foi lá que a jovem de Cariacica – já curada – contraiu a doença, de acordo com a secretaria de Estado da Saúde. No atual cenário de risco epidemiológico o Ministério da Saúde indica que crianças de seis meses a menores de um ano que residem ou vão se deslocar para municípios que apresentam surto de sarampo devem ser vacinadas contra a doença. Essa dose será considerada extra e a criança deverá receber mais duas doses, uma aos 12 meses e outra com 15 meses de idade, conforme o Calendário Nacional de Vacinação.

Veja mais sobre Saúde [+ notícias]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!