Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
16/08/2019 às 09:00
Memória do Espírito Santo resgatada por meio de fotografias

Sucesso no Instagram, a @historia.capixaba já tem mais de 800 fotos históricas e 30 mil seguidores

 

Com informações do site Século Diário

 

As primeiras gêmeas siamesas separadas no mundo, o recorde mundial de captura do marlin azul, a primeira paraquedista mulher do Brasil, as festas, ruas, bairros, praias e paisagens capixabas de décadas atrás. Tudo isso faz parte da história do Espírito Santo e vem atraindo cada vez mais seguidores nas redes sociais, por meio da página História Capixaba.

 

A página estreou em setembro do ano passado com uma foto da construção da terceira ponte em 1989, seguida de várias fotos que o consultor óptico Emanuel Nunes vinha juntando em seu acervo, a maioria delas vindas de grupos de Facebook que reúne interessados em fotografias e memórias do Espírito Santo, além de sites especializados. Em menos de um ano, a página já tem mais de 800 publicações e acumula mais de 30 mil seguidores.

 

Emanuel conta que pensava no que fazer com mais de mil fotos que tinha catalogadas, com as referências de data e local. O Instagram pareceu a plataforma ideal, por valorizar as imagens, de autorias diversas, algumas havendo passado por processo de colorização feito pelo próprio consultor óptico. Embora não possua os direitos autorais, cita as fontes sempre que sejam conhecidas e nunca teve problemas, ao contrário, recebe constantemente apoio de autores e familiares dos fotografados.

 

A página cresceu rapidamente, conquistando um público interativo, mas também exigente. Além do arquivo que já possui, Emanuel estima que receba entre 20 e 30 fotografias dos seguidores a cada semana. Nem todas podem ser aproveitadas por diversas razões, mas o que pode ajuda a alimentar também a página, algumas vezes passando por tratamento, que hoje o administrador do História Capixaba faz por celular em seus contra-turnos.

 

O público não quer apenas fotos nostálgicas ou curiosas, também pede boas descrições que relatem o momento e o contexto de cada click e sua relação com a história do Espírito Santo, o que exige também pesquisa e elaboração de texto – além de muita organização e planejamento. São ao menos dois posts por dia, um pela manhã e outro pela tarde. Durante os dias de semana, as fotos e histórias são da Grande Vitória, que possui maior acervo. Nos finais de semana, os registros são de municípios do interior.

  

Casos

Entre os casos que tiveram maior repercussão na página, ele cita o das gêmeas siamesas capixabas Rosalina e Maria Pinheiro Dável, as primeiras separadas por cirurgia no mundo, em 1900, no Rio de Janeiro, a história da “Loura do Volante”, a primeira mulher motorista de ônibus no Espírito Santo, e o caso do assassinato da menina Araceli, que causou e ainda causa indignação.

 

Também passam pela timeline da página fotos antigas de bairros e cidades, por vezes comparadas com fotos atuais, visitas ilustres ao Estado, como as do Príncipe Charles, Jimmy Cliff e Garrincha e Elza Soares, registros do congo e do carnaval, antigos comércios, estações de trem e monumentos históricos, personagens históricos capixabas como o ecologista Paulo César Vinha, o político Adalberto Simão Nader, a jornalista Maria Nilce, a promotora Edith de Menezes, o zagueiro Fontana, tricampeão na Copa de 70, entre outros.

Veja mais sobre Cidades [+ notícias]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!