Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
18/04/2019 às 10:00
Eco101 é acusada de manipular dados do tráfego pago

Responsável por administrar a BR-101 no Espírito Santo e acusada por pedágio superfaturado, a Concessionária Eco101, suspeita de utilizar laudos de vistoria falsos para atestar a qualidade da rodovia, sendo por isso alvo da Operação Infinita Highway, com a Polícia Federal cumprindo mandados de busca e apreensão na sua sede, no município de Serra, pode também ter manipulado os dados do tráfego pago para se beneficiar de cláusulas no contrato de concessão, segundo informou o presidente da Comissão Especial de Fiscalização da Concessão da BR-101 na Assembleia, deputado Fabrício Gandini. “É no mínimo estranho uma queda de quase 670 mil veículos pagantes de janeiro para fevereiro deste ano”, argumenta o parlamentar.

 

A denúncia que deflagrou a operação foi feita ao Ministério Público Federal pelo dono de uma empresa de engenharia que prestou serviço para a Eco101 entre 2012 e 2016. Segundo ele, relatórios com informações falsas de que tudo estava sendo cumprido e dentro dos padrões, atestando a boa qualidade da rodovia, eram enviados para a ANTT, para que a Concessionária conseguisse autorização para o aumento da tarifa de pedágio. Por outro lado, relatórios com a situação real eram enviados para instituições financeiras para que a Eco101 conseguisse novos empréstimos. A empresa não enviou nenhuma justificativa para a imprensa estadual.

 

Faltando um mês para completar cinco anos da cobrança de pedágio, a Eco101 duplicou pouco mais de 15 quilômetros entre o trevo de acesso à cidade de Mucuri, no Sul da Bahia, até a divisa com o Rio de Janeiro. No período, o tráfego pago (automóveis, caminhões, ônibus e motos) nas sete praças de pedágio foi de 121.025.906 veículos. O esquema de corrupção fraudava relatórios para aumentar a tarifa de pedágio e evitar obras necessárias, inclusive, para a segurança dos usuários, como drenagem e recapeamento asfáltico.

 

Em janeiro deste ano foram 2.580.353 veículos pagando pedágio, mas no mês seguinte o número foi reduzido para 1.919.462, uma queda de 660.891 veículos, diferença que nunca havia ocorrido desde o início da cobrança de pedágio, em 18 de maio de 2014, o que levantou suspeita por parte dos deputados integrantes da Comissão Especial da Assembleia.

Segundo as investigações da Operação Infinita Highway, a Eco101 conseguia relatórios falsos e, dessa forma, evitava a aplicação de multas pela ANTT, órgão responsável pela fiscalização da prestação do serviço. O processo diz que a Concessionária aumentava o valor dos pedágios usando orçamentos falsos, alegando que os custos de manutenção da rodovia tinham aumentado.

 

Mesmo após esse longo tempo de cobrança tarifária, somente 1,8 km de pista foi duplicado em Anchieta, 2,2 em João Neiva, 4,5 em Ibiraçu e 7,8 em Iconha (contorno), totalizando apenas 16,3 dos 475,9 quilômetros do trecho de concessão, de Mucuri (BA) à divisa do Espírito Santo com o Rio de Janeiro. Pelo contrato assinado em 2013, metade da rodovia já deveria ter sido duplicada.

 

É pouca duplicação para 121.025.906 veículos que pagaram pedágio entre 18 de maio de 2014, quando começou a cobrança, até fevereiro de 2019 (1.747 dias). Os dados são dos boletins divulgados no site da Eco101, revelando que o volume de tráfego pago é de 28 milhões de veículos ao ano, em média.

 

O tráfego pago no período foi de 67.816 veículos por dia, média de 2.826 por hora ou 48 por minuto, número que se mantém estável desde o início da cobrança de pedágio.

 

A FOLHA DO LITORAL é o único jornal que divulga mês a mês as tabelas de estatísticas de tráfego pago de veículos na BR-101. Nos 227 dias de cobrança em 2014, pagaram pedágio 16.684.170 veículos diversos. Em 2015 foram 25.960.951 veículos pagando a tarifa. Em 2016 foram 24.301.869 veículos. Em 2017, mais 24.527.340, em 2018, mais 18.061.963 veículos; e nos dois primeiros meses de 2019, mais 4.449.815 veículos.

 

1.747 dias de cobrança (18/05/2014 a 28/02/2019)

2014 (18/05 a 31/12 – 227 dias): 16.684.170 veículos

2015 (365 dias): 25.960.951 veículos

2016 (366 dias): 24.301.869 veículos

2017 (365 dias): 24.527.340 veículos

2018 (365 dias): 25.101.761 veículos

2019 (59 dias): 4.449.815

Total em 1.747 dias: 121.025.906 veículos

 

2.123.262 veículos por mês/4 anos e 9 meses de cobrança (57 meses)

70.775 veículos por dia

2.949 veículos por hora

49 veículos por minuto

Veja mais sobre Cidades [+ notícias]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!