Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
11/01/2019 às 08:59
Estado registra o menor número de mortes nas rodovias federais em oito anos

O Espírito Santo registrou, em 2018, o menor número de mortes nas rodovias federais em oito anos. Os dados foram levantados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Também houve redução no número de acidentes em geral e de feridos. No ano, o mês em que mais ocorreram mortes foi setembro, com 21 registros, seguido de março com 16 e julho e julho com 13 cada.

 

Em 2018, ocorreram 2.618 acidentes em rodovias federais que resultaram na morte de 133 pessoas e em 3.257 feridos. Estes números são menores quando comparados a 2017, ano em que ocorreram 2.996 acidentes, que resultaram na morte de 201 pessoas e deixaram outros 3.427 feridos.

 

As principais causas de acidentes no ano que passou foram falta de atenção (1.102 registros), desobediência às normas de trânsito (372), velocidade alta (207) e ingestão de álcool (158).O maior número de acidentes é registrado em retas, com boas condições de visibilidade e de pista, em perímetros urbanos.

 

O município de Serra teve o maior número de acidentes, representando 566 ocorrências, seguido de Cariacica e Linhares, com 382 e 280, respectivamente. Na Serra também foi onde os acidentes aconteceram com maior gravidade. O município registrou 13 mortos e 694 feridos. Linhares e Guarapari registraram, cada, nove mortos. Cariacica, com oito mortos e totalizando 432 feridos também apresentou números graves nas ocorrências de trânsito.

 

A BR-101 concentra o maior número de ocorrências de trânsito, o que é explicado pela PRF por sua maior extensão e volume de veículos diariamente. A via contabilizou 1.894 acidentes, com 101 mortos e 2.304 feridos. A BR-262, a segunda em importância no Estado, teve 564 ocorrências, com 23 mortos e 410 feridos.

 

Eco101 registra redução de 56% no número vítimas fatais em cinco anos de concessão

O ano de 2018 fechou com bons resultados na BR-101, no trecho sob concessão da Eco101. De 2013 – ano do início da concessão, a 2018, a empresa registrou uma queda de 56% no número de vítimas fatais e 36% no número de acidentes, nos 475,9 quilômetros da rodovia.

 

Os fatores que contribuíram para a redução foram os trabalhos de conscientização para o trânsito, melhorias de pontos perigosos no trecho – por meio do Programa de Redução de Acidentes (PRA) –, e o investimento em infraestrutura, ampliação, sinalização e atendimento aos usuários da rodovia.

 

As 12 bases de Serviços de Atendimento ao Usuário (SAU), que possuem viaturas de inspeção de tráfego, com equipes que monitoram a rodovia por 24 horas, que também contam com ambulâncias, sendo oito normais e quatro de suporte avançado (UTI), além de serviço de guincho para automóveis e veículos pesados, carros pipas e recursos para recolhimento de animais, em 2018 realizou 6.493 atendimentos médicos e 38.081 atendimentos mecânicos aos usuários da BR-101.

Veja mais sobre Cidades [+ notícias]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!