Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
09/02/2018 às 08:29
Bancada capixaba debate projetos estruturantes com a Findes

Deputados e senadores da Bancada Federal do Espírito Santo se reuniram no início da semana, em Vitória, com o presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Léo de Castro, e com empresários do setor industrial, para debater ações para alavancar projetos de interesses da indústria e da sociedade para o desenvolvimento sustentável do Estado.

 

Na pauta, a metodologia para estabelecer conexão e esforços para cada projeto, além do posicionamento da Findes para proposições como o Refis da micro e pequena empresa; o Gás para Crescer; a Ferrovia Vitória x Rio (EF 118); o Porto Central; a duplicação das BRs 262 e 101, dentre outros assuntos.

 

A Bancada agendará reuniões com representantes da ANTT; com o representante do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) do Governo Federal e com a presidente do Ibama, Suely Araújo, para tratar das pautas prioritárias para dar andamento a estes investimentos estruturantes.

 

Esta sintonia da Findes com a Bancada Capixaba é determinante para alinhar as prioridades de cada projeto em prol do Espírito Santo. Nós queremos que os frutos do nosso desenvolvimento cheguem a todos os cidadãos, na forma de obras federais, ou por meio da geração de emprego e renda”, disse Marcus Vicente, coordenador da Bancada.

 

POSIÇÃO DA FINDES

Refis da micro e pequena empresa

Convergente: as micro e pequenas empresas são segmentos de vital importância para o empreendedorismo e a base empresarial do pais é constituída por elas, que são grandes empregadoras de mão de obra e preponderante fator econômico e social em todos os setores produtivos.

 

Gás para Crescer

Criará oportunidades para que empresas ou consórcios do Estado participem da atividade de transporte de gás. Gerará emprego e renda com novos investimentos em gasodutos, silos de estocagem e outros meios de transporte. Permitirá a atração de novos investimentos em produção e incentivará o investimento em áreas portuárias pela desoneração da importação.

 

Ferrovia Vitória x Rio (EF 118)

Apoio à renovação antecipada da concessão da EFVM, com aplicação de recursos da contrapartida no Estado, por meio da implantação do trecho da EF 118, evitando a destinação desses recursos a outros estados.

 

Porto Central

Prevê-se um investimento social mínimo de R$ 3 bilhões com geração de 4,7 mil empregos. Mais uma estrutura logística que aumentará a competitividade do Estado, trazendo crescimento econômico e social.

 

Duplicação das BRs 262 e 101

A duplicação aumentará a velocidade média nas estradas, reduzindo custos de frete, além de reduzir o número de acidentes.

Veja mais sobre Política [+ notícias]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!