Você está aqui: Home › Colunas › Especial
Especial

E-mail: folhalitoral@uol.com.br

05/04/2019
Eles amam e querem o melhor para Aracruz

 

Seja de nascença ou coração, aracruzense que é aracruzense ama morar aqui e quer o melhor para a cidade. Os membros da Célula Massa Jovens (CMJ), grupo da Primeira Igreja Batista em Aracruz (Pibara), que o digam. O assunto foi tema de uma roda de conversa com a reportagem da FOLHA DO LITORAL na Praça Monsenhor Guilherme Schmitz, um dos cartões de visita do município que completou 171 anos na última quarta-feira 03.

 

Aracruz, para eles, é mais do que lar. É um compilado de lembranças, histórias e momentos marcantes. “É preciso valorizar o lugar onde a gente vive; olhar além dos problemas existentes vez ou outra. Apesar de tudo, a cidade seguirá sendo nossa morada e merece nosso carinho”, concordam os jovens, que se reúnem quinzenalmente para momentos de comunhão, crescimento e edificação. A programação, entre outras ações, pode ser acompanhada no perfil oficial da CMJ no Instagram (@celulamassajovens).

 

OPINIÕES

“Aracruz, entre outros atributos, tem belezas naturais que me trazem paz e tranquilidade. Nasci aqui e não tenho do que reclamar. Desses 171 anos de história, fiz parte de 23 e torço para continuar tendo o privilégio de usufruir de todos os valores que essa cidade maravilhosa proporciona”.

Marcus Saints, 23 anos, líder da CMJ

 

“Mudei de São Gabriel da Palha para Aracruz há sete anos. É um lugar em que me sinto muito acolhida. Amo essa cidade e passei momentos muito bons aqui. Gosto do clima, dos lugares. O município tem uma energia legal, diferente, ainda mais quando você aproveita tudo isso ao lado dos amigos”.

Ieda Carolayne, 21 anos

 

“Sempre gostei de Aracruz, que é minha cidade natal, e de morar aqui. É um lugar único, que oferece tranquilidade, segurança e muitas oportunidades, além de uma beleza natural incrível. Torço para que a percepção do aracruzense a respeito da cidade em que vive seja sempre a melhor possível”.

Cristian Matiuzzi, 26 anos

 

“Sou quem sou a partir dos momentos que eu tive em Aracruz. Aqui nasci e aqui desfruto a vida em companhia dos amigos e familiares. A cidade é, sem dúvida, um dos melhores locais para se viver no Espírito Santo. Espero que siga conciliando desenvolvimento com qualidade”.

Jéssica Oliveira, 27 anos

Veja mais em "Especial" [veja todos]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!