Você está aqui: Home › Colunas › Marcos Paulo
Marcos Paulo

E-mail: folhalitoral@uol.com.br

29/04/2016
Furo de reportagem

Anotem e cobrem depois. Marcos Paulo, sempre bem antenado, dá mais um furo de reportagem. Os constantes protestos e fechamentos de rodovias na orla de Aracruz podem levar para Linhares o projeto da fábrica de biocombustível da Fibria.

 

Penúria

A destruição da Petrobras pelo PT afeta principalmente os pequenos municípios. João Neiva perdeu, apenas no 1° trimestre de 2016, 30,82% do repasse dos royalties do petróleo em relação ao mesmo período de 2015. A perda totaliza R$ 287.711,00. Em 2015 o município já havia perdido R$ 1.234.002,70, significando 28,2% a menos que em 2014. Isso provocou perda de investimentos em obras, máquinas e equipamentos, comprometendo ainda as despesas com o custeio da máquina administrativa. A receita com royalties em 2015 foi de R$ 3.143.635,29 e em 2014 de 2014: R$ 4.377.637,92. No primeiro trimestre de 2016 chegou a R$ 645.939,26. A previsão é que o repasse não chega a R$ 2 milhões neste ano.

 

Propinoduto

Um dos sócios do grupo Schahin, o executivo Milton Schahin, disse em depoimento ao juiz Sérgio Moro, na 13ª Vara Federal, em Curitiba (PR), que pagou US$ 2,5 milhões em propina a diretores da Petrobras pelo contrato de operação e compra do navio-sonda Vitória 10.000. O executivo afirmou ainda que o empréstimo de R$ 12 milhões tomado pelo pecuarista José Carlos Bumlai ao Banco Schain foi quitado como parte das negociações do grupo com a estatal. É por essas e outras que a propina levou a estatal a cancelar o projeto do Terminal de Gás Liquefeito (GNL) em Barra do Riacho e está inviabilizando a indústria naval em Aracruz.

 

IBGE sem senso!

Um dos principais motores socioeconômicos do Espírito Santo, a agropecuária pode sofrer um duro golpe. Ao anunciar que não fará o Censo Agropecuário 2017, o IBGE agita o setor e causa incertezas. O motivo é a falta de recursos, devido ao corte no orçamento do órgão, de R$ 330,8 milhões para R$ 266,8. O deputado Federal Evair de Melo (PV) ingressou com uma representação no Ministério Público Federal para garantir a realização do Censo 2017, única e principal fonte de informações seguras sobre a agropecuária, que serve de base para a construção de políticas públicas, realização de investimentos, avaliação e aperfeiçoamento. Sem o novo trabalho, a atual base, elaborada há 10 anos com o último Censo, não reproduz mais a realidade do setor, que somado às outras atividades associadas, somente no Espírito Santo representa 30% do PIB e do total dos empregos.

Veja mais em "Marcos Paulo" [veja todos]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!