Você está aqui: Home › Colunas › Marcos Paulo
Marcos Paulo

E-mail: folhalitoral@uol.com.br

12/12/2014
Arrocho nos marginais

As polícias Civil e Militar merecem elogios pelas atuações em Aracruz e região, atuando em cumprimento a mandados de busca e prisão, blitz e saturação em bairros. Só em um dia foram presos cinco traficantes (um deles menor. Tem sempre), 06 armas de fogo, 53 munições, 03 buchas de maconha e abordados 561 veículos, gerando 45 autos de infração e 15 veículos apreendidos. Em Aracruz foram fiscalizados sete bares com o apoio de fiscais da prefeitura Conselho Tutelar, sendo três interditados. Nesta mega operação atuaram 160 PM's, 25 PC's e 03 PM's do Canil, utilizando 36 viaturas.

 

Corrupção

O caso Petrobras é o de maior corrupção em um país democrático no mundo moderno. As somas ultrapassam o PIB da maioria dos países e em termos de valores, o Mensalão não passa de um troco, e daria para se construir um milhão de aeroportos. Até agora são 12 senadores, 49 deputados e 03 governadores, todos do PT, incriminados na delação premiada do ex-diretor da Petrobras, Paulo Eduardo Costa, preso e apavorado com o risco de pegar mais de 40 anos de cadeia. Segundo o covarde delator, o governo do PT (Lula e Dilma), por meio de seus políticos comprados, roubava mais de 3% de todos os contratos sob sua responsabilidade, desde 2003 até os dias de hoje! Só a Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, tem preço final de R$ 40 bilhões, implicando numa propina de R$ 1,2 bilhão. Será que alguém será preso? MP duvida e acha que o caso será esquecido em pouco tempo. Cadê o povão que foi às ruas protestar contra míseros 20 centavos de aumento nas passagens de ônibus?

 

Ah! Se fosse aqui...

Não bastasse o péssimo momento em campo, a crise fora das quatro linhas afundou ainda mais o Parma no Campeonato Italiano. Lanterna da competição, o clube foi punido com a perda de um dos seus seis pontos conquistados até agora pela Federação Italiana de Futebol (FIGC) por conta de dívidas, fruto da grave dificuldade financeira em que se encontra. Além disso, suspendeu o presidente do Parma, Tommaso Ghirardi, e o principal executivo do clube, Pietro Leonardi, de qualquer atividade ligada ao Campeonato Italiano por dois meses. O time e os dois dirigentes ainda foram multados em 5 mil euros (R$ 16 mil) cada. Se fosse por aqui, todos os grandes (?) times do Rio de Janeiro estariam rebaixados e com dirigentes curtindo férias em Bangu I, II ou III, principalmente o tal do Maurício Assumpção, que afundou o Botafogo e deixou uma dívida de quase R$ 800 milhões. E também alguns paulistas, baianos, capixabas e por aí. Exceção apenas para Minas Gerais e Rio Grande do Sul, e um pouco para Santa Catarina e Paraná. Futebol se faz com planejamento e pé no chão!

 

Mais um Deus?

O juiz da comarca de Senador La Rocque, no sul do Maranhão, Marcelo Baldochi, deu voz de prisão a três funcionários da companhia aérea TAM, no último sábado 06, após ter o embarque de um voo para São Paulo negado por ter chegado atrasado ao aeroporto. Segundo um prestador de serviço do Aeroporto de Imperatriz, o juiz ficou nervoso após ser informado pelo funcionário que o horário de embarque já havia encerrado, e ele não poderia mais entrar no voo porque a aeronave estava em procedimento de decolagem. "Depois disso, ele ligou para a polícia para que viessem prender o funcionário. Ele ficou gritando no aeroporto, deu show de arrogância, de grosseria. E olha que os funcionários foram educados, não fizeram nada com ele, apenas informaram que não poderia viajar porque a aeronave já havia sido fechada", relatou. A AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) informou que "compartilha da indignação da sociedade e considera inadmissível". Acha que é Deus, mas não passa de um babaca. Durma menos e chegue ao aeroporto uma hora antes do embarque, como consta no bilhete de embarque. O falso Deus, em 2007, foi flagrado por fiscalização e denunciado por manter trabalhadores em condições análogas à escravidão em uma fazenda de sua propriedade.

 

Premonição?

Em 19/04/2011 a FOLHA DO LITORAL publicou reportagem especial intitulada “Ações preventivas contra o Bullying em escolas de Aracruz”. Para que o "Bullying", um comportamento caracterizado por atitudes agressivas, intencionais e repetidas, que ocorre sem motivação evidente, adotado por um ou mais estudantes contra um ou mais colegas, não ocorra no cotidiano escolar das escolas estaduais de ensino médio Monsenhor Guilherme Schmitz e Misael Pinto Netto, em Aracruz, ações preventivas são desenvolvidas pertinentemente em sala de aula. De um lado o professor transmite o papel ético, que envolve a importância do respeito mútuo, do diálogo, da justiça e da solidariedade. Do outro lado os alunos, por sua vez, têm o papel de entender e cooperar com as ações do professor. Pena que não incluíram algumas péssimas professoras nisso... Principalmente duas da Escola Infantil Epifânio Pontin, que ainda revelaremos seus nomes. Basta chegar ao jornal cópia da sindicância aberta pela prefeitura ou do Boletim de Ocorrência feito pelas mães na Polícia Civil. Caso contrário, o jornal recorrerá ao Ministério Público para ter acesso ao inquérito policial. A sociedade precisa saber com quem está lidando e os demais professores da escola não podem ser equiparados às duas agressoras de crianças.

 

Presianta?

A Dilma determinou que também o Diário Oficial da União grafe sua qualificação como “presidenta”. Esquece que na língua português existem os particípios ativos como derivativos verbais. Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendigar é mendicante. Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade. Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte. Portanto, a pessoa que preside é PRESIDENTE, e não "presidenta", independentemente do sexo que tenha.

 

Tem algo melhor a fazer, não?

Não faltaram argumentos científicos, mas eles não foram suficientes para que um chimpanzé conseguisse um Habeas Corpus no tribunal de recursos de Nova York, no primeiro mundo americano. Em depoimentos, os cientistas atestaram que chimpanzés têm funções cognitivas altamente complexas, similares às dos seres humanos, como autonomia, autoconhecimento e autodeterminação. Na decisão desse processo na quinta-feira 04/12, os cinco juízes, que julgaram um pedido em favor do chimpanzé Tommy, não discordaram. Porém, negaram o pedido que buscava libertá-lo sua “prisão” em uma jaula, porque o chimpanzé pode parecer uma pessoa humana, mas não é. No pedido de Habeas Corpus, o advogado Steven Wise, que representa a organização protetora dos direitos de “não humanos”, The Nonhuman Rights Project, alegou que a manutenção do chimpanzé em uma jaula, dentro de uma espécie de depósito em uma propriedade particular perto de Albany, a norte de Nova York, equivale a um “confinamento em solitária”, porque esse primata tem uma percepção elevada de liberdade pessoal. O advogado também argumentou que está na hora de aperfeiçoar a legislação, para reconhecer que alguns tipos de animais, como chimpanzés, golfinhos e baleias, normalmente confinados por promotores de espetáculos, não podem ser considerados “propriedades” de seres humanos, muitas vezes para fins de exploração comercial. Wise lembrou que, nos Estados Unidos, escravos já foram considerados “propriedade” de seus donos, o que lhes subtraía direitos garantidos aos demais cidadãos. E o Brasil deu lição nesses gringos ao proibir a exibição de animais em circos.

Veja mais em "Marcos Paulo" [veja todos]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!