Você está aqui: Home › Colunas › Marcos Paulo
Marcos Paulo

E-mail: folhalitoral@uol.com.br

10/10/2014
O riso do palhaço

Tiririca está rindo à toa, e com razão. Novamente um dos deputados que mais receberam votos do país - ele foi o segundo Deputado Federal mais votado de São Paulo, ultrapassando fácil um milhão de votos -, muitos críticos acabaram tendo de reconhecer o seu desempenho na Câmara. Ridicularizado quando eleito, Tiririca (PR) contrariou os detratores com um desempenho acima do esperado e superior ao de muitos de seus colegas com mais anos de Casa, segundo os jornalistas que cobrem o Congresso.

 

Um malandrão que se deu mal

Essa semana, na Grande Vitória, um daqueles malandrões que adoram pular a roleta do ônibu para não pagar a passagem acabou mal das pernas, literalmente. Um vídeo foi postado na internet por uma usuária do Sistema Transcol, que gravou e divulgou o resultado de uma dessas tentativas, quando o “espertinho” pulou em falso, enganchou uma das pernas entre os vãos da roleta e sofreu uma fratura feia, quando se desequilibrou e o corpo fez uma alavanca partindo a própria canela. Aos gritos de dor, o rapaz conseguiu ser retirado da roleta, com muito custo, enquanto a cinegrafista amadora dizia: “isso vai bombar”. De acordo com a GVBus, cerca de 100 mil pessoas pulam a roleta do Transcol por mês, o que gera um prejuízo de R$ 3 milhões por ano. Motoristas e cobradores são orientados a não intervir para preservar a integridade deles e dos demais usuários. Tá vendo ai? Deus castiga.

 

“UM VERDADEIRO BOLSA-VOTOS”, Essa foi a manchete de capa de um jornal da capital na última terça-feira 7. A capa trazia um texto constatando que a maior parte da vitória de Dilma no primeiro turno foi nos municípios capixabas onde, proporcionalmente, o Bolsa Família atinge mais pessoas. Alguns leitores acusaram o programa social de ser um grande comprador de votos, enquanto outros condenaram o jornal sob acusações de preconceituoso e por desqualificar os votos dos pobres. Deu uma polêmica danada, mas gerou debate sobre o assunto, o que é sempre válido.

 

“COMO MOSTRA O RESULTADO DE HOJE NO BRASIL, AS PESQUISAS PODEM FALHAR”, disse no último domingo Doria Medina, candidato de oposição a Evo Morales, esperançoso de que o fenômeno brasileiro também ocorra na Bolívia. Aliás, as pesquisas eleitorais que aferiram as intenções de voto à presidência do Brasil este ano deram um show de incompetência, quão grosseiro foi o erro que insistiu em colocar Marina Silva à frente de Aécio Neves. MP lembrou-se do dilema “Biscoito Tostines” que dizia: “Vende mais porque é fresquinho, ou é fresquinho porque vende mais?” e mandou essa: “Será que as pesquisas enganaram os eleitores ou os eleitores enganaram as pesquisas?”

Veja mais em "Marcos Paulo" [veja todos]

Edição da Semana

Coluna
Beth Vervloet

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Aracruz e região.

Fórum do Leitor

Entre e deixe o seu comentario em nosso livro de visitas!