Segurança de Aracruz em pauta: estelionatos e fraudes em alta

O evento será amanhã 29, às 18h30, na Câmara de Vereadores. Os casos de estelionato e fraude têm sido os principais crimes nos municípios

0
168
Um dos crimes que mais tem afetado os moradores de Aracruz é o de estelionato/fraude, destaca Danilo Bahiense

A Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado estadual Delegado Danilo Bahiense, realiza audiência pública para debater a segurança nos municípios de Aracruz, Fundão, Ibiraçu e João Neiva. O evento será amanhã 29, às 18h30, na Câmara de Vereadores. Os casos de estelionato e fraude têm sido os principais crimes nos municípios.

De acordo com Bahiense, o evento é a oportunidade para diálogo: “Essa audiência pública é uma oportunidade para a população desses municípios expressar suas preocupações, compartilhar experiências e contribuir com ideias e propostas relacionadas à segurança. É importante lembrar que a participação ativa da comunidade é fundamental para o desenvolvimento de políticas mais eficazes e soluções adequadas aos problemas enfrentados”.

Um dos crimes que mais tem afetado os moradores de Aracruz é o de estelionato/fraude. De janeiro a maio foram registrados 351 crimes do tipo, o que dá em média dois delitos por dia. “Infelizmente, vemos muitas pessoas caindo em golpes. Diariamente recebemos informações de cidadãos que caíram no golpe do Pix, dentre outros. Então, é preciso ficar atento. Os golpes servem para custear ações de pequenos estelionatários e, também, de traficantes, lamentavelmente”, afirmou o parlamentar.

Com relação aos crimes contra a vida, Aracruz, segundo dados da secretaria de Estado da Segurança Pública, mantém a tendência do ano passado, quando registrou 10 homicídios no período de janeiro a maio de 2022. Agora, neste mesmo intervalo de tempo de 2023, são nove casos. “Nossa preocupação, contudo, fica com o município vizinho de Fundão, que neste ano já somou cinco assassinatos, quando em 2022 teve somente um no período de janeiro a maio”, salientou Bahiense.

O deputado também afirmou que a segurança nas escolas de Aracruz será debatida. Em novembro de 2022 o município foi palco do triste atentado nas unidades escolares, que terminou com 13 feridos e três mortos. “As polícias têm trabalhado para evitar ataques e lamentavelmente o município segue convivendo com ameaças. Esse tipo de evento tem ocorrido não só em Aracruz, mas em todo o Estado e no Brasil. Precisamos conversar com muita atenção para que possamos proteger nossos educadores e alunos”, completou Bahiense.

PUBLICIDADE