Incentivo à coleta seletiva em João Neiva

A ideia é que cada bairro da cidade tenha pelo menos um Ponto de Entrega Voluntária (PEV) de materiais como papel, plástico, vidro e metal

0
6
Ponto de Entrega Voluntária (PEV) instalado ao lado da Casa do Estudante, na Praça Nossa Senhora do Líbano. Foto: Divulgação/PMJN

Para disseminar o hábito de separar o lixo e estimular a reciclagem em João Neiva, a secretaria municipal de Meio Ambiente está instalando Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) de materiais como papel, plástico, vidro e metal (lixo seco). A ideia é que cada bairro da cidade tenha pelo menos um PEV. Serão 50 ao todo.

O que for coletado nos PEVs seguirá para o CTJON (Centro de Triagem de Materiais Recicláveis de João Neiva). Lá os materiais triados são enfardados e posteriormente comercializados para diversas empresas do setor industrial, sendo reintroduzidos no processo produtivo.

Técnica de Defesa Ambiental, Mariana Perin de Medeiros Davariz, pede que os moradores façam o uso correto dos PEVs, onde não devem ser depositados resíduos não recicláveis. Ela reforça que “o intuito destes receptores é eliminar os pontos viciados de lixo e estabelecer ‘locais chaves’ para recebimento dos resíduos destinado à reciclagem, além de fortalecer a coleta seletiva”.

O QUE PODE SER DESCARTADOS NOS PEVS

PAPEL: Jornais, revistas, caixas, embalagens de papelão, folhas de caderno e envelopes;

PLÁSTICO: Garrafas pet, embalagens de plástico, isopor e sacolas;

METAL: Latas de alumínio e de metal, tampas de garrafa, materiais de aço em geral, clipes e grampo;

VIDRO: Copos, garrafas, potes, frascos de medicamento e de perfumes, desinfetantes e outros materiais de vidro.

PUBLICIDADE