Ibiraçu comemora 131 anos de emancipação política

Para comemorar, a prefeitura organiza uma grande festa no Centro de Eventos César Rosalém

0
149
Centro de Ibiraçu. Foto: Jasleon Humberto

Capital estadual do pastel, lembrado pela manutenção das tradições italianas, lar de Nossa Senhora da Saúde e reconhecido por ter a segunda maior estátua de Buda do mundo, o município de Ibiraçu completa 131 anos de emancipação política no próximo domingo 11. Para comemorar, a prefeitura organiza uma grande festa no Centro de Eventos César Rosalém.

A festa da cidade teve início ontem 08 e segue até domingo. Hoje 09, a partir de 20h, se apresentam Índio do Forró, João Victor e Vinicius e Filipe Fantin (participação do DJ Rhansley Vieira). Amanhã 10, também a partir de 20h, a música fica por conta de Maurinho Mania, DJ Feel Markys e a atração nacional Felipe Araújo.

O sábado também será marcado pelo desfile cívico escolar com encontro de bandas marciais a partir de 14h. No domingo 11 haverá alvorada festiva às 5h. Às 16h30 diversos personagens prometem animar a garotada que estiver no Centro de Eventos. Já às 20h, o show de João Fellipe & Rafael encerra a festa.

PROGRAMAÇÃO

09/09 (HOJE)
18h00 – Abertura do Espaço Gastronômico
20h00 – Show com Índio do Forró
22h00 – Show com João Victor & Vinícius
00h00 – Show com Felipe Fantin; participação do DJ Rhansley Vieira

10/09 (AMANHÃ)
14h00 – Desfile cívico escolar e encontro de bandas
18h00 – Abertura do Espaço Gastronômico
20h00 – Show com Maurinho Mania
21h30 – Apresentação do DJ Feel Markys
23h30 – Show com Felipe Araújo

11/09 (DOMINGO)
05h00 – Alvorada festiva
16h00 – Abertura do Espaço Gastronômico
16h30 – Show infantil
20h00 – Show com João Fellipe & Rafael

A CIDADE

Dados do IBGE mostram que, fundada em 11 de setembro de 1891 com o nome de Guaraná (em homenagem ao engenheiro Aristides Armínio Guaraná, veterano de Guerra do Paraguai que ajudou na instalação dos italianos na região em meados de 1877), a cidade foi rebatizada por um decreto estadual para Pau Gigante em março do ano seguinte. O nome era referência a uma grande árvore de copa extensa e frondosa que, inclusive, está retratada nos atuais símbolos municipais. Em 31 de dezembro de 1943, outro decreto estadual alterou o nome de Pau Gigante para Ibiraçu, que é a mesma expressão escrita em tupi-guarani de forma aportuguesada.

A economia de Ibiraçu, que com os anos deixou a cultura da cana-de-açúcar, passou a ser baseada principalmente no cultivo do café e do eucalipto. Hoje com uma população estimada em 12.701 habitantes pelo IBGE, a cidade também cresce por determinação dos investidores que concentra. No campo do empreendedorismo, destaque para as tradicionais casas de pastéis às margens da BR-101 tidas como “parada obrigatória” para os motoristas que trafegam pela rodovia. O sucesso é tanto que desde 10 de dezembro de 2019, Ibiraçu é a capital estadual do pastel, de acordo com a Lei n° 11.081, promulgada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso.

O município de Ibiraçu também é famoso pelos pontos de turismo religioso que reúne. É o caso do Santuário Diocesano Nossa Senhora da Saúde, que anualmente tem a maior manifestação de fé Mariana do Norte do Estado. Há também a Igrejinha de Santo Antônio, construída como forma de promessa no alto de uma pedra às margens da BR-101, que virou local de orações e pedidos de muita gente. Já o Mosteiro Zen Morro da Vargem, além do Grande Buda, uma imponente escultura de 35 metros de altura, tem outras 15 esculturas de budas sentados, bem como a Praça Torii com seus impecáveis jardins e o notável portal Torii (o portão sem portão, que marca o diálogo entre a cultura Oriental e Ocidental) como atrativos diariamente abertos ao público.

PUBLICIDADE