Gabinete Itinerante da Cultura apresenta Lei Paulo Gustavo em Aracruz

Com a Lei Paulo Gustavo, o Espírito Santo será contemplado com R$ 75 milhões, sendo R$ 40 milhões para o Funcultura e R$ 35 milhões distribuídos entre os municípios. Aracruz será irá receber R$ 870 mil

0
12
Foto: Humberto De Marchi/Secom PMA

Na quarta-feira 17, o Centro de Referência das Juventudes (CRJ) de Aracruz recebeu o 4° Gabinete Itinerante da Cultura, iniciativa do Governo do Estado, para promover uma escuta ativa, visando à implementação da Lei Paulo Gustavo no Espírito Santo. O encontro foi conduzido pela subsecretária de Estado de Políticas Culturais, Carolina Ruas Palomares, e contou com a participação do prefeito Dr. Coutinho e do secretário municipal de Cultura, Moisés Mercier.

A iniciativa oferece a artistas, produtores, gestores e fazedores de cultura mais uma oportunidade de participar da construção coletiva das políticas públicas do Estado, com propostas que ajudem a definir as melhores estratégias para o setor. Com a Lei Paulo Gustavo, o Espírito Santo será contemplado com R$ 75 milhões, sendo R$ 40 milhões para o Funcultura e R$ 35 milhões distribuídos entre os municípios. Aracruz será irá receber R$ 870 mil.

De acordo com a secretaria de Estado da Cultura, o plano de implementação da Lei Paulo Gustavo conta com três eixos estratégicos. O primeiro envolve a participação social, com um conjunto de ações de mobilização, escuta e construção coletiva com a sociedade civil. Os demais eixos vão envolver parceria com as gestões municipais, a partir de jornadas de trabalho contínuas de suporte e troca entre Estado e municípios, além da estruturação interna do Governo do Estado.

Dr. Coutinho destacou: “As leis de incentivo à cultura beneficiam além da classe artística, toda a sociedade, pois preveem contrapartidas a todos aqueles que se beneficiarem de seus recursos, envolvendo apresentações ou exibições gratuitas para população, além de envolver as comunidades de onde provieram os projetos”.

PUBLICIDADE