Federação da Agricultura pede mais segurança no campo ao Governo do Estado

O Governo do Estado analisou todos os pedidos, já solicitou atenção da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social às questões apresentadas, e acatou a proposta dos representantes da Faes de criar um plano de segurança rural para o Espírito Santo

0
4
Foto: Divulgação

Em reunião com o governador Renato Casagrande na última sexta-feira 7, líderes da Federação da Agricultura e Pecuária do Espírito Santo (Faes) discutiram questões sobre segurança no campo. Foram propostas soluções ao governo para minimizar os crimes nas regiões agrícolas. Também estiveram presentes representantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-ES), de sindicatos rurais, do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) e da secretaria de Estado da Agricultura.

Uma sugestão da Faes foi à implementação da versão mobile para o site Delegacia Online, em que a população registra casos de roubo, furto, perda e extravio de documentos e objetos, o que facilitará o acesso através do celular, principal meio de comunicação utilizado pelos produtores rurais. A entiade pediu, ainda, a investigação dos crimes que acontecem nas áreas rurais capixabas por parte da Polícia Civil.

Representantes do Idaf, por sua vez, sugeriram uma fiscalização mais rigorosa, por meio da Vigilância Sanitária, em estabelecimentos que vendem carnes nos municípios capixabas, para verificar a documentação e a real origem desses alimentos, a fim de evitar que procedam de roubos.

O Governo do Estado analisou todos os pedidos, já solicitou atenção da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social às questões apresentadas, e acatou a proposta dos representantes da Faes de criar um plano de segurança rural para o Espírito Santo. “Vimos uma receptividade muito positiva para as ideias que apresentamos e acreditamos que, através do plano de segurança rural que construiremos juntos, poderemos avançar muito nessa questão. Usaremos o caso de sucesso do Estado de Goiás que tem tido resultados positivos na diminuição dos crimes nas propriedades rurais”, disse o presidente da Faes, Julio Rocha.

PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui