Assembleia Legislativa irá propor ações contra a violência em escolas

O grupo será formado por representantes de diferentes comissões parlamentares

0
15
Deputado Marcelo Santos coordenará o grupo, que deve entregar relatório em 120 dias (Foto: Lucas S. Costa)

Por Nety Façanha

A Assembleia Legislativa formará um grupo de trabalho com o objetivo de propor políticas de prevenção e enfrentamento da violência nas instituições de ensino do Estado. A iniciativa é do presidente da Casa, deputado Marcelo Santos, e demais parlamentares. O grupo será formado por representantes de diferentes comissões parlamentares, incluindo as de Educação, Segurança, Direitos Humanos, Proteção à Criança e ao Adolescente e Saúde, sob coordenação do presidente da Assembleia.

É importante que o Estado assuma a responsabilidade de prevenir e enfrentar a violência nas escolas por meio de políticas públicas efetivas, em parceria com a sociedade. O grupo de trabalho será um importante instrumento para discutir, propor e implementar políticas de prevenção e enfrentamento da violência nas escolas do Espírito Santo. Os capixabas não podem continuar alarmados, sem mandar os filhos para as escolas por conta de notícias que causam pânico, principalmente em grupos de WhatsApp, anunciando dia de atentados em escolas”, enfatizou Marcelo Santos.

O objetivo do grupo é estudar o contexto e as estratégias de prevenção e enfrentamento da violência nas escolas, analisar e debater propostas de políticas públicas para prevenir e enfrentar a violência nas escolas e apresentar um relatório final com propostas e sugestões ao Plenário da Assembleia Legislativa. “Esse debate não ficará limitado às dependências do Poder Legislativo. O grupo também vai realizar audiências públicas com a comunidade escolar para ouvir suas demandas e levantar informações sobre as ações propostas”, declarou Marcelo Santos.

Histórico

O Brasil tem enfrentado uma série de ataques a crianças, adolescentes e professores em escolas nos últimos anos. Em novembro de 2022, no município de Aracruz, um adolescente de 16 anos tirou a vida de quatro pessoas, deixando outras 12 feridas em duas escolas. Já em Blumenau, Santa Catarina, um homem assassinou quatro crianças, em uma creche.

PUBLICIDADE