Ações para preservar restingas em cinco praias de Aracruz

As áreas de restinga foram cercadas com cordas e piquetes, o que ajuda a disciplinar os ambientes de circulação

0
48
Foto: Divulgação/Prefeitura de Aracruz

As praias de Barra do Sahy e Santa Cruz, em Aracruz, estão recebendo serviços para proteção e manejo da vegetação de restinga, responsável por mitigar a erosão costeira, além de exercer várias outras funções. Ação da prefeitura, o trabalho técnico também está sendo realizado em Praia do Sauê, Praia dos Padres e Praia dos Quinze.

As áreas de restinga foram cercadas com cordas e piquetes, o que ajuda a disciplinar os ambientes de circulação. Aladim Cerqueira, secretário municipal de Meio Ambiente, explica que a vegetação é protegida por lei e, por isso, é necessário delimitar o espaço da mobilidade das pessoas que frequentam as praias.

Importância das restingas

As restingas são um ecossistema costeiro associado ao bioma de Mata Atlântica, reconhecido pela grande resiliência e biodiversidade de plantas e vegetais. Sua vegetação de hábitos e portes variados desenvolve-se em ambientes com extremos de temperatura, ventos fortes, escassez de água e solo arenoso, ocupando áreas que pouquíssimas outras plantas conseguiriam habitar.

A restinga apresenta uma complexa rede de filamentos e raízes capaz de “fixar” a areia da praia e impedir que ventos fortes a desloquem até o continente. Esta retenção previne o avanço do mar em direção às cidades e a conservação da infraestrutura urbana, evitando a erosão de ruas, calçadas, muros e estabelecimentos comerciais.

Além disso, a restinga promove a conservação de outro ecossistema igualmente importante: o manguezal. Este local de transição entre os ambientes terrestre e marinho, típicos de regiões tropicais, sobrevive graças à retenção de areia que impede o “soterramento” de suas zonas alagadiças.

*Com informações do site Conexão Planeta
PUBLICIDADE